MP sedia Encontro que apresenta nova ferramenta de Gestão Ambiental


 

Reuniao MP 1No dia 27 passado, o relatório “Avaliação da Política Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos de Porto Alegre” foi divulgado na sede do Ministério Público Estadual do RS.


De autoria do Prof. Dr. Christian Silva da UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, é um estudo que aborda os diversos aspectos técnicos, econômicos e sociais relacionados com os resíduos na Capital do Estado, desde sua geração até o aproveitamento ou destinação final. A proposta é que, para além de um relatório técnico, o trabalho seja uma ferramenta de orientação para a gestão dos RSU – Resíduos Sólidos Urbanos, que resultam do dia-a-dia da atividade comercial e doméstica dos centros urbanos.

Prof.Christian 2O evento foi promovido pelo Instituto Venturi Para Estudos Ambientais, por iniciativa do OPNRS –¬ Observatório da Política Nacional de Resíduos Sólidos, em parceria com a UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Teve como anfitrião o Ministério Público Estadual do RS, através do CAOMA – Centro de Apoio Operacional de Defesa do Meio Ambiente. Dr. Daniel Martini, promotor de justiça coordenador do CAOMA explica que se trata de um órgão auxiliar, tendo como função orientar e facilitar a atuação dos Promotores de Justiça na defesa do meio ambiente. 

Dr. Daniel Martini

O auditório, bastante qualificado, contou com a participação de representantes do setor público e privado, atores fundamentais na gestão de resíduos em Porto Alegre, que comentaram e inquiriram ponto por ponto cada informe que o Prof. Christian, na dupla condição de autor do trabalho e expositor, passava. Ao final da apresentação, os participantes concluíram que as melhores soluções na gestão dos resíduos de Porto Alegre passam necessariamente pelo diálogo do conjunto dos participantes do encontro. 

Para Annelise Steigleder, Promotora de Justiça Ambiental, “a reunião realizada no último dia 27, com a presença do Professor Christian Luiz da Silva, da UTFPR, foi muito relevante não apenas pela excelência da apresentação sobre indicadores de eficiência da política pública municipal de gestão de resíduos sólidos domiciliares, mas em virtude do efeito agregador que produziu”. E prossegue a promotora, apontando que o evento “atraiu para o debate promotores de justiça, procuradores do trabalho, gestores públicos municipais e estaduais, auditores do tribunal de Contas, catadores, pesquisadores do tema e empresários, todos extremamente interessados e envolvidos pela complexidade que representa a gestão integrada dos resíduos, sobretudo no que tange ao desafio de garantir sustentabilidade ambiental, social e econômica.”

Houve consenso unânime quanto ao sucesso da iniciativa. O MP declarou seu entusiasmo com o formato da apresentação e as amplas possibilidades de adoção do relatório como instrumento de gestão, oferecendo-se para sediar novos encontros do mesmo nível técnico.

 

Créditos das Fotos: Júlia Fernandes

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *