ESTUDO DA EFICIÊNCIA DE MODELOS DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS EM MUNICÍPIOS DE PEQUENO PORTE

  • Arildo Ferreira Universidade Estadual do Centro Oeste

Resumo

A gestão de resíduos sólidos urbanos tem sido, cada vez mais, pauta das discussões governamentais, sobretudo pelo aumento da fiscalização por parte dos órgãos responsáveis, e exigências da sociedade em função dos efeitos nocivos ocasionados por gerencia inadequada de resíduos. No Brasil, os gestores municipais, encontram diversas formas de gestão dos resíduos, porém com um principal desafio: encontrar a forma mais eficiente, do ponto de vista ambiental, social, econômico e institucional, de tal forma que os eventuais problemas sejam resolvidos com o menor dispêndio possível de recursos, e máxima satisfação por parte dos usuários. O presente artigo visa comparar cinco formas distintas de gestão de resíduos, realizadas em municípios de pequeno porte do estado do Paraná. A metodologia empregada se ampara em práticas quantitativas, com utilização das ferramentas DEA e PHD. Os resultados demonstram que a forma consorciada se sobressai sobre as outras em termos de eficiência entre as variáveis estudadas.

Biografia do Autor

Arildo Ferreira, Universidade Estadual do Centro Oeste

Autores:

Arildo Ferreira1 (arildo@unicentro.br)
Alexandre de Avila Lerípio2 (alexandre.leripio@gmail.com) Fernando Cesar Ferreira2 (fcf.energy@gmail.com)

1 Universidade Estadual do Centro Oeste - UNICENTRO 2 Universidade Vale do Itajaí - UNIVALI
2 Universidade Vale do Itajaí - UNIVALI

Publicado
2019-06-14