CARACTERIZAÇÃO E POTENCIAL DE GERAÇÃO DE EFLUENTES DE FRIGORIFICOS DE PEIXE

  • Ana Paula Sone Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, Paraná, Brasil.

Resumo

Devido ao grande aumento na procura pela carne de peixe, cresceu também o número de indústrias para processamento de peixe. A característica negativa desses processos são os resíduos industriais. Nesse contexto, o trabalho objetivou o diagnóstico do processo industrial para identificar o potencial de geração e do aproveitamento dos componentes contidos nos efluentes de frigoríficos de peixe do Município de Toledo-PR. A metodologia contemplou a caracterização do processo de industrialização de peixes, a identificação do potencial de geração dos efluentes e a caracterização qualitativa e quantitativa dos componentes contidos nos efluentes. No processo industrial, foi constatado que 70% do peixe corresponde ao produto industrializado. A etapa de preparação da matéria prima (tilápia) é a maior geradora de resíduos sólidos, no qual, o balanço de massa apontou a presença de 14 componentes. Do ponto de vista global foi constatada a geração de 0,635 toneladas de resíduo sólido e 12,5 m3de efluente por tonelada de peixe processado.

Biografia do Autor

Ana Paula Sone, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, Paraná, Brasil.

Autores:

Ana Paula Sone1(anapaulasone@hotmail.com),

Camilo Freddy Mendoza Morejon1(camilo_freddy@hotmail.com)

 

1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Toledo, Paraná, Brasil.

Publicado
2019-06-14