ANÁLISE ECONÔMICA DE REDUÇÃO DE SÓLIDOS SUSPENSOS EM TORRE DE RESFRIAMENTO USANDO FILTRAÇÃO LATERAL

  • Fernanda Selbach

Resumo

Na maioria dos processos produtivos, há necessidade de remover calor de sistemas. A água aparece como o fluido de resfriamento mais utilizado. Após ser utilizada como fluido refrigerante, a água "quente" que retorna do processo é resfriada em torres de resfriamento de água, sofre abaixamento de temperatura e volta novamente ao processo. A redução de temperatura nas torres de resfriamento ocorre basicamente por processo evaporativo. As perdas por evaporação e respingos acarretam a concentração de sais dissolvidos e sólidos, que conferem características corrosivas e incrustantes à água e devem ser removidos. Existem basicamente dois métodos de abatimento de impurezas nos sistemas de resfriamento de água: purga controlada e sistemas de filtração. O objetivo deste artigo foi calcular o aumento do custo operacional de uma torre de resfriamento devido a indisponibilidade do sistema de filtração lateral para abatimento de sólidos suspensos na água. A torre de resfriamento avaliada está instalada em uma refinaria de petróleo localizada no Rio Grande do Sul. A coleta de dados de projeto (contemplando a filtração lateral), dados de análises de acompanhamento da água de resfriamento e dados de operação permitiram calcular o aumento do custo de operação devido a indisponibilidade do sistema de filtração. Na avaliação econômica foram considerados valores médios para o custo de captação e tratamento das águas de reposição e da água de purga.

Biografia do Autor

Fernanda Selbach

Autores

Fernanda Selbach1(fernanda_selbach@yahoo.com.br),

Luciano Peske Ceron1 (Luciano.ceron@pucrs.br),

Gabriel Espíndola de Araújo1 (g.e.araujo@outlook.com),

Rodrigo Iglesias (rodrigo.iglesias@pucrs.br),

1 Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Publicado
2019-06-14