AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA COLETA SELETIVA EM UM SUPERMERCADO EM CAMPOS DOS GOYTACAZES/RJ

  • Silvana de Oliveira Barbosa Instituto Federal Fluminense Campus Campos Guarus

Resumo

Grupos empresariais estão buscando cada vez mais se adequar as exigências legais de cunho ambiental para se manter no mercado e demonstrar sua responsabilidade socioambiental. Desta forma, a educação ambiental é uma ferramenta fundamental para a promoção de hábitos sustentáveis e melhor gestão dos resíduos sólidos em ambientes corporativos. Assim, a utilização de processos como a coleta seletiva, segundo a resolução CONAMA 275/2001, proporcionam a redução da geração na fonte, impulsiona a reutilização máxima dos materiais, e redução dos custos principalmente relacionado ao descarte. Neste sentido, o presente trabalho objetivou-se em avaliar o comportamento dos colaboradores de um supermercado na separação dos resíduos gerados no refeitório, e como a educação ambiental pode atuar no aprimoramento da segregação desses materiais e conscientização coletiva. Em vista disso, realizou-se a observação e quantificação dos resíduos gerados pelos colaboradores durante três dias consecutivos no período de almoço. Notou-se uma melhora significativa na segregação dos resíduos em cada lixeira, demonstrando que a educação ambiental e coleta seletiva são práticas fundamentais no combate ao desperdício e gerenciamento dos resíduos sólidos em ambientes coletivos. Sendo necessária a realização frequente de ações e palestras de educação ambiental que para se possa alcançar a mudança de hábitos.

Biografia do Autor

Silvana de Oliveira Barbosa, Instituto Federal Fluminense Campus Campos Guarus

Autores

Silvana de Oliveira Barbosa1 (silbarbosa08@gmail.com),

Isabelle Barcelos Cariman1 (carimanisabelle@gmail.com),

Cícero Ferreira Neto1(cfneto47@gmail.com),

Caroline Gomes Wigand1 (carolwigand2011@gmail.com)

1 Instituto Federal Fluminense Campus Campos Guarus

Publicado
2019-06-14