DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS ORGÂNICOS DE UM RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO: ALTERNATIVAS PARA REDUZIR, REUTILIZAR E RECICLAR

  • Heloísa de Souza Freire Faculdade de Planaltina da Universidade de Brasília

Resumo

Os novos padrões de consumo associados ao crescimento da população mundial tem aumentado significativamente a geração de resíduos, comprometendo a disponibilidade de recursos naturais no Planeta. Os resíduos orgânicos representam a maior quantidade de resíduos sólidos urbanos gerados no Brasil. Esses resíduos apresentam diversas formas de serem reutilizados e reciclados. Contudo, eles precisam ser destinados e manejados adequadamente para não perder esse potencial. Diante da complexidade que envolve os resíduos orgânicos, o objetivo desta pesquisa foi analisar, em aproximadamente seis meses, a quantidade de resíduos orgânicos gerados no Restaurante Universitário (RU) da Faculdade de Planaltina da Universidade de Brasília.  Para tanto, os resíduos orgânicos foram subdivididos em duas categorias: (i) Resíduos Não Utilizados (RNU) e (ii) Resíduos da Refeição dos Usuários (RRU). Ao longo do período experimental foram fornecidas 32.021 refeições e gerados um total de 4.389,46 kg de resíduos orgânicos correspondendo 45% (1.954,2 kg) de RRU e 55 % (2.435,2 kg) de RNU, representando maior quantidade os resíduos advindos do balcão de distribuição. Após a análise quantitativa, propõem-se alternativas para reduzir, reutilizar e reciclar esses resíduos orgânicos produzidos no estabelecimento universitário.

Biografia do Autor

Heloísa de Souza Freire, Faculdade de Planaltina da Universidade de Brasília

Autores

Heloísa de Souza Freire1 (hfreire16@hotmail.com),

Luiz Felippe Salemi1 (lfsalemi@gmail.com)

1 Faculdade de Planaltina da Universidade de Brasília

Publicado
2019-06-14