REMOÇÃO DO CORANTE TÊXTIL AZUL DISPERSO TIACET P2B 300% (C.I. B.284) COM ADSORVENTES OBTIDOS DE CASCA DE BANANA E LODO DE FILTRO PRENSA, AMBOS SECOS A 100°C

  • Gabrieli Coelho de Souza Heimoski Ribeiro Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Dentre os diversos problemas que assolam a humanidade atualmente, existe a contaminação ambiental por meio dos resíduos industriais. Principalmente por conta dos setores de beneficiamento e tinturaria, a indústria têxtil ganha grande destaque entre as indústrias mais poluidoras do mundo. Para a mitigação dos impactos ambientais causados, é preciso estudar e empregar técnicas eficientes de tratamento dos efluentes. Dentre as técnicas existentes, destaca-se o processo de adsorção, por fatores como baixo custo e facilidade de implementação. Neste estudo foram analisados os potenciais da casca de banana prata e do lodo de filtro prensa proveniente das estações de tratamento de efluente (ETE) na remoção do corante azul disperso Tiacet P2B 300%. Para avaliar melhor os resultados, foram feitas as cinéticas e as isotermas do adsorvente que apresentou melhor eficiência de remoção.

Biografia do Autor

Gabrieli Coelho de Souza Heimoski Ribeiro, Universidade Federal de Santa Catarina

Autores

Gabrieli Coelho de Souza Heimoski Ribeiro1 (gabiheimoski@hotmail.com),

Thiago Alves Barbosa 1(thiagobjgab@gmail.com),

Catia Rosana Lange de Aguiar1 (catia.lange@ufsc.br)

1 Universidade Federal de Santa Catarina

Publicado
2019-06-14