PANORAMA GERAL DAS CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DOS ATERROS SANITÁRIOS DO BRASIL COM BASE NO SNIS (2017)

  • Hábila Adriele de Souza Santos Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE)

Resumo

A pesquisa objetivou avaliar as condições de funcionamento dos aterros sanitários do Brasil com base nos dados mais recentes publicados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento - SNIS. Observou-se que existem 640 aterros sanitários no Brasil dos quais a grande maioria passou pelos trâmites e etapas do licenciamento ambiental trifásico previstas em resoluções e leis pertinentes. Dos 640 aterros, 524 possuem cerca perimetral, 377 possuem prédio administrativo e 321 contam com sistema de vigilância. Observou-se ainda que 635 aterros sanitários fazem a cobertura de resíduos, 392 possuem sistemas de drenagem de águas pluviais e 389 tem impermeabilização de base. Com relação ao chorume, os dados do SNIS revelam que 364 aterros sanitários possuem sistemas de drenagem, 208 promovem internamente o tratamento do chorume, 188 fazem a recirculação e 127 aterros enviam o chorume para tratamento fora do aterro. Por fim, 314 aterros sanitários possuem sistemas de drenagem de gases, mas apenas 48 fazem o aproveitamento do metano.

Biografia do Autor

Hábila Adriele de Souza Santos, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE)

 Autores

Hábila Adriele de Souza Santos1(habilaadriele25@gmail.com),

Mateus de Sousa Nogueira1(nogueiramateeus@gmail.com),

Andreza Sousa Gonçalves1(sousaandreza197@gmail.com),

Pollyana Rodrigues de Carvalho1(pollycr94@gmail.com),

Gemmelle Oliveira Santos1 (gemmelle@ifce.edu.br)

 

1Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), Campus Fortaleza

Publicado
2019-06-14