ESTUDO DA COMPOSIÇÃO GRAVIMÉTRICA DOS RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS DO MUNICÍPIO DE LAJEADO

  • Vanessa Mallmann Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

Resumo

O crescimento populacional e o intenso processo de urbanização têm provocado um considerável aumento do volume e diversificação dos resíduos urbanos gerados. Dentre as possibilidades de disposição final de resíduos sólidos urbanos, o aterro sanitário segue sendo a opção mais adotada no Brasil. No entanto, a escassez de áreas disponíveis para construção de novos aterros, torna relevante a avaliação de alternativas de tratamento dos resíduos. Verifica-se a necessidade de tratar cada tipologia de resíduo de maneira diferente, de acordo com suas características, degradabilidade e valor no mercado. Neste contexto, o principal objetivo deste estudo foi caracterizar a composição dos resíduos sólidos urbanos gerados no munícipio de Lajeado/RS. Constatou-se que 40,17% do montante de resíduos destinados ao Aterro Sanitário Municipal correspondem à materiais orgânicos, 31,16% referem-se aos materiais recicláveis e 28,66 % caracterizam-se como rejeito.

Biografia do Autor

Vanessa Mallmann, Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

 Vanessa Mallmann¹,² (eng.vanessamallmann@gmail.com), Marcelo Luís Kronbauer¹ (marcelolkronbauer@gmail.com), Gabriela Roehrs² (gabriela.roehrs@gmail.com), Tiago Schena² (schena.tiago@gmail.com)

1 Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC

2 Secretaria de Meio Ambiente de Lajeado