AVALIAÇÃO DA ATUAL SITUAÇÃO DO ATERRO CONTROLADO DE TERESINA, PIAUÍ - BRASIL

  • Mariana Fontenele Ramos Universidade Federal do Piauí – UFPI

Resumo

A geração de resíduos sólidos urbanos pela humanidade tem ocasionado grandes problemas ambientais. À vista disso, a destinação final apropriada para esses resíduos, de maneira a não prejudicar o meio ambiente, é um dos problemas a preocupar a vida da sociedade. Entretanto, atualmente, observa-se que no Brasil os resíduos sólidos urbanos são depositados geralmente em lixões, sendo altamente nocivos para o ambiente, uma vez que provocam a poluição do ar, do solo e das águas superficiais e subterrâneas. No município de Teresina, no estado do Piauí, implantou-se um aterro controlado no ano de 1993, com o objetivo de reduzir os impactos negativos ocasionados pela geração dos resíduos sólidos urbanos. Dessa forma, através deste artigo buscou-se analisar como ocorre a disposição final dos resíduos sólidos urbanos produzidos em Teresina em seu aterro controlado. Foi examinado se esse tipo de aterro é viável e adequado para que o município possa dar uma destinação final aos seus resíduos, de modo que os impactos negativos causados à população e ao meio ambiente sejam mínimos, analisando, também, como se deu a sua operação até os dias atuais e quando tal aterro atingirá a sua vida útil de operação.

Biografia do Autor

Mariana Fontenele Ramos, Universidade Federal do Piauí – UFPI

Mariana Fontenele Ramos1 (marianafontenele1@gmail.com), Marina Luz da Silva2 (marinaluzda silva@hotmail.com), Cristiane Barbosa Monteiro1 (cristiane.bmonteiro@hotmail.com)

1 Universidade Federal do Piauí – UFPI

2 Universidade Estadual do Piauí - UESPI