IDENTIFICAÇÃO DA SITUAÇÃO ATUAL DE UM TRECHO DO RIO MAMANGUAPE EM FUNÇÃO DAS ATIVIDADES ANTRÓPICAS

  • Rafaela Raillem Notine Batista Universidade Federal da Paraíba

Resumo

O descarte de dejetos de origem animal e a plantação de monocultura inadequada causam a deterioração do solo e da qualidade da água superficial, além de colocar em risco a saúde da população e gerar impactos negativos ao meio ambiente. Neste trabalho foram avaliados os impactos de uma suinocultura sobre um trecho do Rio Mamanguape no município de Rio Tinto, Paraíba, Brasil. Foram coletadas amostras de água e de resíduo no mês de março de 2019. As coletas foram realizadas em três pontos: (A1) resíduo descartado da suinocultura, (A2) curso d’água a montante (sem influência do efluente) e (A3) curso d’água a jusante (com influência do efluente). Foram avaliados os parâmetros físico-químicos (pH, condutividade elétrica e turbidez) das amostras coletas. O modo como esses efluentes são descartados, a prática inadequada da agricultura e criação de animais ambientes próximos aos leitos dos rios são os principais responsáveis pelos danos à qualidade da água, tornando-a inadequada para o consumo humano.

Biografia do Autor

Rafaela Raillem Notine Batista, Universidade Federal da Paraíba

Rafaela Raillem Notine Batista¹ (raillemrafaela22@gmail.com), Rafaela Costa de Lima² (rafaelalima0001@gmail.com), Douglas da Silva Rodrigues³ (douglassilva9753@gmail.com), Évio Eduardo Chaves de Melo4 (evioeduardo@gmail.com)

Universidade Federal da Paraíba 1234