CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS (CIGRES)

  • Aline Pimentel Gomes Universidade de Passo Fundo

Resumo

A problemática dos resíduos sólidos urbanos no Brasil já é bem conhecida. Uma das possíveis alternativas para solucionar o problema é a gestão compartilhada destes resíduos através dos consórcios públicos intermunicipais, que possibilitam a reunião de esforços em torno de problemas comuns aos municípios, proporcionando a minimização de investimentos e a adoção de tecnologias adequadas para a coleta, o tratamento e a disposição final dos resíduos, melhorando a qualidade da prestação dos serviços. O objetivo deste artigo foi caracterizar o Consórcio Intermunicipal de Gestão de Resíduos Sólidos – CIGRES existente no estado do Rio Grande no Sul. Os dados foram obtidos através de um questionário enviado por e-mail para o responsável pelo consórcio, uma visita técnica, consultas ao site do consórcio e análise de documentos. O CIGRES está localizado na região norte do estado, sendo constituído por 31 municípios e tendo sua sede em Seberi. Possui uma área de abrangência de 5.515,273 km² e atende a uma população de 183.671 habitantes, recebendo 1.689,78 toneladas de resíduos por mês, deste total, 9,2% é reciclado, 5,8% é compostado e 85% disposto no aterro sanitário O consórcio foi constituído em 2001 e iniciou sua operação em 2007. A gestão consorciada proporcionou melhorias na gestão dos resíduos dos municípios consorciados, principalmente nas etapas de tratamento e disposição final, com a aquisição de equipamentos e construção de infraestrutura, além da redução dos custos de gestão.

Biografia do Autor

Aline Pimentel Gomes, Universidade de Passo Fundo

 

Aline Pimentel Gomes¹ (alinegomes1977@hotmail.com), Pâmela Bia Pasquali1 (pbp.pasquali@hotmail.com), Caroline Noglio Frozza¹ (carolinenogliof@hotmail.com), Ritielli Berticelli¹ (ritiberticelli@gmail.com), Adalberto Pandolfo¹ (adalbertopandolfo@hotmail.com)

1 Universidade de Passo Fundo