ANÁLISE DO MANEJO DOS RESÍDUOS ELETROELETRÔNICOS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

  • Laís Drey Gehrke Universidade Federal de Santa Maria

Resumo

Os resíduos eletroeletrônicos causam impactos negativos ao meio ambiente quando gerenciados e, consequentemente, descartados de maneira inapropriada. Nesse sentido foi criada a Política Nacional de Resíduos Sólidos que estabelece, dentre outras práticas, a logística reversa como forma de manejo destes resíduos. Levando em conta tais fatores, a proposta deste trabalho é analisar e sugerir mudanças estruturais no gerenciamento dos resíduos eletroeletrônicos que são gerados ou recebidos no campus da Universidade Federal de Santa Maria. Buscando entender o contexto do ciclo de vida dos resíduos no campus, foram utilizados dados quantitativos obtidos através do Departamento de Material e Patrimônio - DEMAPA e da empresa Químea. A pesquisa foi conduzida no período de 2017 a 2018, sendo possível constatar que os processos de solicitação de recolhimento de resíduos patrimoniados estão aderindo cada vez mais ao formulário eletrônico de descarte. Já a empresa Químea coletou 4,83 toneladas no mesmo período de análise. Como esperado, há flutuação no volume de resíduos dependendo do período do ano, portanto uma abordagem que faça o uso de acondicionamento temporário para que se torne economicamente viável. Estes dados e informações demonstram a importância de ferramentas que auxiliem o apoio de decisões mais sustentáveis e como este processo pode melhorar para atender a comunidade acadêmica.

Biografia do Autor

Laís Drey Gehrke, Universidade Federal de Santa Maria

 Laís Drey Gehrke1 (laisdreygehrke@gmail.com), Caroline de Boer Dias1 (carol.dboer@gmail.com) , Andressa de Oliveira Silveira (andressa.silveira@ufsm.br)

1 Universidade Federal de Santa Maria