ANÁLISE DA GERAÇÃO E COMPOSIÇÃO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DOMICILIARES: PROJETO PILOTO EM BRASÍLIA – DF

  • Janaína Domingues Luizari Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Faculdade de Tecnologia, Universidade de Brasília (UnB)

Resumo

Diante do aumento na geração e mudança na composição dos resíduos sólidos em áreas urbanas, esses que são um reflexo dos efeitos dos padrões de consumo e variações no crescimento populacional. Este artigo apresenta um estudo da caracterização física dos resíduos sólidos domiciliares realizada em dois condomínios verticais de uma quadra residencial da Asa Sul, Brasília-DF. Devido ao fato de os condomínios apresentarem quantidade de apartamentos diferentes, foram realizadas médias simples e ponderadas com os dados obtidos na análise gravimétrica. Foi verificado que o percentual de matéria orgânica representa mais da metade do peso total dos resíduos, seguido de fraldas e rejeitos. Pelo estudo piloto obteve-se uma geração per capita de 1,2 kg por habitante por dia, valor acima da estimativa aplicada para todo o DF através do Plano Distrital de Resíduos Sólidos. Através da realização da análise de gravimetria, percebeu-se existente dificuldade na separação de algumas embalagens conforme a classificação utilizada na metodologia, o que indica a necessidade de ações de educação ambiental e políticas públicas efetivas quanto a padronização e prática de logística reversa das embalagens de produtos.

Biografia do Autor

Janaína Domingues Luizari, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Faculdade de Tecnologia, Universidade de Brasília (UnB)

Janaína Domingues Luizari1* (ambiental.janaina@gmail.com), Thais Carvalho Cunha2 (tccunha3@gmail.com), Francisco Javier Contreras Pineda2 (pineda@unb.br), Camila Lopes dos Santos2 (camilalopes.eng.amb@gmail.com), Victor Alexsander Oliveira Silva2 (v.alexsanderos@gmail.com)

 

1 Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Faculdade de Tecnologia, Universidade de Brasília (UnB)

2 Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos (PTARH) – Universidade de Brasília (UnB)