GERAÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E O PRODUTO INTERNO BRUTO (PIB): ANÁLISE DA REALIDADE DE CAXIAS DO SUL – RIO GRANDE DO SUL

  • Bruna Mantovani Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
  • Gabriela Cavion Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG
  • Vanessa dos Santos Dutra Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG
  • Raquel Finkler Centro Universitário da Serra Gaúcha – FSG

Resumo

A geração de resíduos no mundo aumenta ano após ano, sendo diversos os fatores que influenciam tal crescimento, como por exemplo, a dinâmica populacional, a situação econômica da região, aspectos culturais, entre outros. Considerando o exposto, o presente trabalho tem como objetivo indicar a relação entre a geração de resíduos e a situação econômica da cidade de Caxias do Sul/RS avaliando o comportamento de ambos índices do ano de 2011 até 2017. Para tanto, são apresentados conceitos relacionados a resíduos sólidos urbanos e indicadores econômicos. O trabalho foi desenvolvido com base em pesquisa bibliográfica, análise do PIB (Produto Interno Bruto), população e a geração média de resíduos da cidade de Caxias do Sul. A partir das informações apresentadas verificou-se a relação direta entre o desempenho da economia e a quantidade de resíduos sólidos gerados, visto que junto à retração da economia durante os anos de 2015 e 2016 ocorreu, simultaneamente, a diminuição do consumo e em consequência a movimentação da geração de resíduos.

Palavras-chave: Resíduos sólidos urbanos; Economia; Caxias do Sul.

Biografia do Autor

Bruna Mantovani, Centro Universitário da Serra Gaúcha - FSG
Experiência profissional da área de Engenharia Ambiental, onde já atuei como Analista Ambiental em uma Consultoria durante 3 anos e atualmente Estagiária do setor de Meio Ambienta da empresa automotiva Agrale S/A. Formação em Engenharia Ambiental com previsão de conclusão em 2018/2.
Publicado
2018-06-27