“CICLO LIMPO”: ANÁLISE DA VIABILIDADE DE UM MODELO DE GERENCIAMENTO DESCENTRALIZADO DE RESÍDUOS ORGÂNICOS

  • Julio Ruffin Pinhel UNESP - Universidade Estadual Paulista / Faculdade de Ciências Agronômicas - Campus de Botucatu / SP
  • Alcides Lopes Leão UNESP - Universidade Estadual Paulista / Faculdade de Ciências Agronômicas - Campus de Botucatu / SP

Resumo

Botucatu/SP, município com cerca de 140 mil habitantes, gera diariamente 92 toneladas de resíduos sólidos, sendo 62,9% o percentual da fração orgânica. O resíduo orgânico tem sido pouco aproveitado, sendo passível de ser tratado através da compostagem. Nesse contexto, em 2016 surge o Ciclo Limpo, empreendimento que oferece um serviço de assinatura de coleta e compostagem de resíduos orgânicos. Ao final de cada mês, cada cliente recebe 1 kg de composto ou uma muda de tempero / hortaliça como recompensa, além de um relatório de acompanhamento. O objetivo deste trabalho é caracterizar a atuação do Ciclo Limpo como um modelo de gerenciamento de resíduos orgânicos analisando sua viabilidade. Para tanto, foram quantificados: a quantidade de resíduos coletados; a quantidade de composto produzido; e a quantidade de clientes que aderiram ao Ciclo Limpo ao longo do tempo de operações do empreendimento. Foi realizada análise do composto produzido a fim de avaliar a sua qualidade agronômica. Também foram calculadas as emissões de gases de efeito estufa evitadas. Atualmente a coleta é feita em 21 pontos entre residências e comércio. Desde o início do projeto já foram coletadas e compostadas 10,8 toneladas de resíduos, produzidos quase 4,3 toneladas de composto e 8,3 toneladas de emissões evitadas. A análise dos dados, até o presente, permite concluir que o estudo contribui para a construção de um modelo viável de gerenciamento de resíduos. Porém, ainda existem pontos a serem melhorados e aperfeiçoados para que o modelo possa ser mais eficiente, financeira e socialmente, contribuindo inclusive para o desenvolvimento de uma cultura com relação aos nossos resíduos.

Palavras-chave: Resíduos orgânicos; compostagem; gerenciamento.

Publicado
2018-06-27