DIAGNÓSTICO SOCIOAMBIENTAL DO BAIRRO MONTESE, SITUADO NA BACIA DE DRENAGEM TUCUNDUBA, BELÉM-PA

  • Claudio Santos da Silva Filho Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Maria Luisa Barbosa Pontes Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Paulo Henrique Nascimento de Souza Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Naiane Machado Santos Universidade Federal Rural da Amazônia
  • Eduardo Rocha Cardoso de Oliveira Universidade Federal Rural da Amazônia

Resumo

Este trabalho tem a finalidade de diagnosticar os problemas ambientais e socioeconômicos do bairro Montese, com ênfase na disposição de resíduos da feira do bairro e nos alagamentos da área. O bairro Montese, localizado no município de Belém-PA, está integralmente inserido na bacia de drenagem denominada Tucunduba, pelo qual desde meados da década de 70 vem sofrendo intensos problemas socioambientais devido à ocupação urbana desordenada e disposição irregular de resíduos sólidos urbanos. A coleta de dados que geraram os resultados do trabalho ocorreu por meio da aplicação de questionários e observações em campo, no qual foi possível diagnosticar os principais problemas refletidos pela ineficiente gestão de resíduos e péssima qualidade infraestrutural do bairro quanto à drenagem pluvial. Ademais, diante do diagnóstico levantado, verificou-se a urgente necessidade de implantação de políticas públicas voltadas a organizar a ocupação urbana irregular e práticas de educação ambiental para a população a fim de regularizar a disposição dos resíduos sólidos gerados no bairro.

Palavras-chave: Feira livre; Resíduos sólidos; Alagamentos.

Biografia do Autor

Claudio Santos da Silva Filho, Universidade Federal Rural da Amazônia
Graduando em Engenharia Ambiental e Energias Renováveis pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).
Maria Luisa Barbosa Pontes, Universidade Federal Rural da Amazônia
Graduanda em Engenharia Ambiental e Energias Renováveis pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).
Paulo Henrique Nascimento de Souza, Universidade Federal Rural da Amazônia
Graduando em Engenharia Ambiental e Energias Renováveis pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).
Naiane Machado Santos, Universidade Federal Rural da Amazônia
Graduanda em Engenharia Ambiental e Energias Renováveis pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).
Eduardo Rocha Cardoso de Oliveira, Universidade Federal Rural da Amazônia
Graduando em Engenharia Ambiental e Energias Renováveis pela Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA).
Publicado
2018-06-27