APLICABILIDADE DA RECICLAGEM POR AGLUTINAÇÃO COMO ESTRATÉGIA PARA O GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS. ESTUDO DE CASO NO INSTITUTO FEDERAL DE PORTO ALEGRE.

  • Lucas Alexandre Ferrari Instituto Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

O gerenciamento de resíduos sólidos se não for feito de forma a minimizar impactos negativos, pode ser um potencial causador de mazelas ambientais e danos à saúde pública. A Política Nacional dos Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) dispõe sobre a necessidade de fomentar ações como a reciclagem para uma melhor gestão dos recursos. Neste contexto, foi identificado no IFRS -CampusPorto Alegre, um passivo ambiental de materiais inservíveis, tais como classes, cadeiras, móveis (etc.). Desse passivo, foi segregada uma amostra representativa do total armazenado, composta por materiais de polipropileno e de madeira (aglutinados e compensados). O objetivo da segregação foi para aplicação posterior de um teste piloto de coesão, a fim de atestar a viabilidade da reciclagem por aglutinação. O teste permitiu concluir que a reciclagem é tecnicamente viável quando adicionado plástico polietileno de alta densidade (PEAD) na composição da amostra. Verificou-se que para aplicação do processo em todo o passivo de materiais inservíveis, existentes no IFRS- CampusPorto Alegre será necessário realizar previamente a despatrimonialização, desmontagem e pesagem dos mobiliários, sendo necessário um estudo técnico-financeiro para prosseguimento do projeto.

Biografia do Autor

Lucas Alexandre Ferrari, Instituto Federal do Rio Grande do Sul

 Author:

Lucas Alexandre Ferrari¹ (lucasale.ferrari@gmail.com), Marcia Batista¹ (marcia.ob48@gmail.com), Elisabeth Ibi Frimm Krieger¹ (ibi.krieger@poa.ifrs.edu.br), Magali da Silva Rodrigues¹ (magali.rodrigues@poa.ifrs.edu.br)

1 Instituto Federal do Rio Grande do Sul (Campus Porto Alegre)

Publicado
2019-06-14