VIABILIDADE TÉCNICA DA UTILIZAÇÃO DE CONCRETO ORIUNDO DE PRÉ-FABRICADO COMO AGREGADOS RECICLADOS DE RESÍDUOS DE CONSTRUÇÃO E DEMOLIÇÃO

  • Gabriela Arruda Vasconcelos Universidade Federal Rural de Pernambuco

Resumo

O setor da construção civil atualmente é um dos que mais geram resíduos no Brasil. Estes materiais muitas vezes são descartados no meio ambiente sem nenhum tipo de controle, trazendo sérios danos e desperdiçando um material que possivelmente pode ser reutilizado. Este trabalho tem o intuito de analisar a viabilidade técnica de utilização de resíduos, oriundos da pré-fabricação de concreto estrutural, como agregado graúdo para produção de novos concretos, que geralmente não possuem nenhuma utilidade, mostrando que o seu uso em um novo concreto é ambientalmente satisfatório, além de diminuir a extração de matéria prima do meio ambiente. Para comprovar este fato, neste trabalho foram utilizados resíduos de peças pré-fabricadas de concreto, produzidas por uma empresa especializada. Foram produzidos três traços, com diferentes teores de substituição do agregado graúdo (20 e 40%) e um traço apenas com agregados naturais como referência. Em cada um dos traços foram moldados 8 corpos de prova, sendo 4 para serem rompidos com 7 dias de cura e mais 4 com 28 dias de cura. Os resultados de resistência à compressão mostraram que com 40% de substituição do agregado reciclado, sua resistência pode ser a mesma ou maior, comparando com o traço referencial. O reaproveitamento desses materiais trazem às empresas diminuição de seus gastos, garantem a qualidade dos seus produtos, ajudando a natureza e ainda podendo economizar financeiramente, visto que será um gasto a menos em seus orçamentos.

Biografia do Autor

Gabriela Arruda Vasconcelos, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Gabriela Arruda Vasconcelos1 (gabrielaarrudavasconcelos@gmail.com), Ana Luíza Xavier Cunha¹ (analuizaxcunha@gmail.com), Géssica de Paula Alves Marinho1 (gessica.marinho1993@gmail.com), Romildo Morant de Holanda1 (romildomorant@gmail.com)

1 Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE

Publicado
2019-06-14