A EVOLUÇÃO DA COLETA SELETIVA DOS MUNICÍPIOS QUE COMPÕEM O CIRSURES: PERÍODO DE 2013 A 2018

  • Graziela Apolinário Bolan Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar a evolução da coleta seletiva dos municípios que compõem a Cirsures no período de 2013 a 2018. O Cirsures é um consórcio público composto por sete municípios de Santa Catarina, e seu programa de coleta seletiva acontece em parceria com a Cooperamérica e as prefeituras municipais, por meio das respectivas fundações do meio ambiente. A forma como os resíduos sólidos são tratados ou lançados no ambiente geram inúmeros impactos ambientais e problemas para a saúde das pessoas. A coleta seletiva é uma das formas de minimizar esses impactos, preservando o meio ambiente e beneficiando diretamente a sociedade. Quanto à metodologia utilizada nesse estudo, trata-se de uma pesquisa documental e descritiva, com vistas a obter dados que servissem como base para o delineamento desse estudo. Os resultados apontam que, de 2013 a 2018, foram recolhidas 744,04 toneladas a mais de resíduos, ou seja, um aumento de aproximadamente 715%.

Biografia do Autor

Graziela Apolinário Bolan, Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc)

Autores

Graziela Apolinário Bolan[1] (coletaseletiva@cirsures.sc.gov.br),

Lindomar Caciatori Junior[2](engenharia@cirsures.sc.gov.br),

Thiago Maragno Biava[3] (gerencia@cirsures.sc.gov.br)

 

CIRSURES - Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos Urbanos da Região Sul

 

[1] Graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc); Pós-    Graduação em Direito Ambiental pela Uninter.

[2] Graduação em Engenharia Química pela Ufsc; Mestrado em processos biotecnológicos (Ufsc).

[3] Graduação em Engenharia Ambiental pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc); Pós-Graduação em Gestão Ambiental pela Uninter.

Publicado
2019-06-14