ANÁLISE DO PANORAMA DA LOGÍSTICA REVERSA NO BRASIL EM TERMOS DE ÓLEOS LUBRIFICANTES

  • Murillo Vetroni Barros Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Cassiano Moro Piekarski Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Daniel Poletto Tesser Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

A obrigatoriedade da logística reversa para óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens surgiu como uma oportunidade para um dos problemas enfrentados nessa temática no Brasil. O descarte inadequado desses materiais pode ocasionar graves problemas à saúde humana, aquática, vegetal e animal. Nesse sentido, leis regulamentadoras foram estabelecidas para fomentar a destinação correta de tal resíduo. A partir de uma breve revisão sobre o conceito de logística reversa e análise atual do cenário brasileiro para óleo lubrificante foi levantada a seguinte questão de pesquisa: “qual é o panorama brasileiro da logística reversa em termos de descarte de óleo lubrificante usado?” Fundamentado nisso, este estudo tem como objetivo analisar os fabricantes e coletores destinados a aplicar o sistema de logística reversa de embalagens e óleos lubrificantes no território brasileiro. Para isso, foi realizada uma revisão de literatura e uma investigação a partir da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) e normas da ABNT, como 10.004 e 10.007. Os dados averiguados em termos de coleta dos óleos foram obtidos a partir da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Como resultados, foram encontrados deficiências na cadeia reversa de embalagens e óleos lubrificantes. Em muitos casos, mesmo havendo o conhecimento e a obrigatoriedade da devolução desse resíduo, o sistema como um todo, ainda precisa de orientação e educação à população e fiscalização do setor público.

Palavras-chave: Logística reversa; Óleos lubrificantes; Brasil.

Biografia do Autor

Murillo Vetroni Barros, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção do Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção da UTFPR - Campus Ponta Grossa
Cassiano Moro Piekarski, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Professor do Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção da UTFPR - Campus Ponta Grossa
Daniel Poletto Tesser, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Professor do Departamento Acadêmico de Engenharia de Produção da UTFPR - Campus Ponta Grossa
Publicado
2018-06-27