REINSERÇÃO DE RESÍDUOS ELETROELETRÔNICOS, PILHAS E BATERIAS NA CADEIA PRODUTIVA POR MEIO DA LOGÍSTICA REVERSA: ESTUDO DE CASO

  • Tayane Nascimento Silva Pontifícia Universidade Católica de Goiás
  • Adjane Damasceno de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Resumo

Os aparelhos eletrodomésticos e eletroportáteis permitem a realização de múltiplas tarefas com tempo reduzido. Tais aparelhos são compostos por diversos materiais, dentre eles elementos químicos que podem representar danos à saúde e impactos ambientais. Em muitos dos casos a energia desses aparelhos vem das pilhas e baterias que da mesma forma também são compostos por elementos nocivos. Como forma de medida mitigadora para amenizar os impactos, a logística reversa, instrumento da Política Nacional de Resíduos Sólidos, visa viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor produtivo, para que estes possam ter uma destinação final ambientalmente adequada. Para este trabalho foi apresentado o Projeto Descarte Correto, programa de educação ambiental no qual foram implantados e monitorados pontos de entrega voluntária de resíduos eletroeletrônicos, pilhas e baterias nas áreas II e III do Campus I da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Foram realizadas duas medições e análises do material coletado no decorrer do projeto. Ao todo 43,55 kg de resíduos coletados foram encaminhados para empresas que fazem a restituição desse resíduo à cadeia produtiva por meio da logística reversa. A universidade é uma área onde circula, em curto prazo, grande fluxo de pessoas e os resultados obtidos durante este estudo demonstram que há demanda para inserção de pontos de entrega de resíduos eletroeletrônicos, pilhas e baterias nestes estabelecimentos.

Palavras-chave: Resíduos eletroeletrônicos; Pilhas e baterias; Logística Reversa.

Publicado
2018-06-27